Déficit de Atenção

admin

O transtorno de déficit de atenção é uma condição neuropsiquiátrica que tem impacto direto nas áreas da concentração e comportamento. Quem passa por ele tende a ser mais distraído e impulsivo. Mesmo que o transtorno seja verificado com maior frequência na infância, quando é mais comum seu surgimento, se não tratado, pode impactar a vida adulta.

Crianças com déficit de atenção costumam serem inquietas e agitadas, sobretudo os meninos, causando-lhes imensa dificuldade de manter o foco em atividades muito longas ou que não pareçam interessantes. Já os adultos com TDAH costumam ser esquecidos e impulsivos, ficando angustiados na dificuldade que possuem de organizar sua rotina e estabelecer suas prioridades. Tanto nas crianças quanto nos adultos o TDAH pode ser agravado por trauma psicológico ou uso de substâncias tóxicas.

A causa do déficit de atenção, o TDAH, é basicamente genética, com uma hereditariedade de cerca de 75%. Os fatores que contribuem para o transtorno incluem exposições tóxicas pré-natais, prematuridade e insulto mecânico pré-natal ao sistema nervoso central. Fatores como abuso crônico grave, maus-tratos e negligência estão associados a determinados sintomas comportamentais que se sobrepõem ao TDAH, incluindo falta de atenção e controle precário de impulsos.

A terapia farmacológica é considerada o tratamento de primeira linha para TDAH. Além disso, as intervenções psicossociais (psicoeducação, habilidades de organização acadêmica, reabilitação, treinamento de pais, modificação comportamental na sala de aula e em casa, terapia cognitivo comportamental, treinamento de habilidades sociais) combinadas a terapia farmacológica produzem benefícios mais amplos.

Veja também sobre tratamento de transtorno de ansiedade.

× Como posso te ajudar?